Curta nossa Página

sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

Policiais civis presos por corrupção em Pernambuco têm R$ 5 milhões em bens bloqueados pela justiça

Caminonete foi apreendida durante ação que investiga corrupção policial em Pernambuco (Foto: Bruno Lafayete/TV Globo)

Os três policiais civis presos no interior de Pernambuco e autuados por corrupção e lavagem de dinheiro foram alvo de um sequestro milionário de bens determinado pela Justiça. Segundo a Polícia Civil, chega a R$ 5 milhões o patrimônio bloqueado por solicitação da Operação Bis In Idem, deflagrada na quarta-feira (29).

 Entre os itens adquiridos pelos agentes da delegacia de Plantão de Caruaru, no Agreste, estão carros, caminhões, imóveis e contas bancárias.

 Na manhã desta quinta-feira (30), a polícia apresentou o balanço da operação, no Grupo de Operações Especiais (GOE), na Zona Oeste do Recife. Além dos três policiais civis, foi preso um homem que se passava por integrante da corporação para praticar a série de crimes e obter vantagens financeiras.

 Segundo o delegado Ramon Teixeira, a ostentação do patrimônio chamou a atenção dos investigadores. “Constatamos a evolução exponencial do patrimônio dos investigados. Eles não têm como comprovar a origem desses recursos, o que reforça o embasamento do trabalho policial”, ressaltou Teixeira.

 Para a polícia, essa evolução patrimonial evidencia, ainda, os indícios de lavagem de dinheiro, conforme destacou a Justiça de Caruaru ao expedir os mandados de bloqueios dos bens. “São ganhos incompatíveis com os salários deles”, reforçou o delegado.

 Ramon Teixeira destacou que, até o momento, a polícia identificou 10 vítimas da quadrilha. São pessoas que não se renderam às exigências financeiras feitas por eles para encontrar e recuperar carros e cargas roubados. “Acredito que, agora, vão aparecer mais vítimas. São pessoas que pagaram esses resgates de veículos e cargas”, acrescentou o delegado do GOE.

Por G1 PE

Nenhum comentário:

Postar um comentário