Curta nossa Página

terça-feira, 10 de outubro de 2017

Meio-irmão de Kim Jong-un tinha substância mortal no rosto e na roupa

Os legistas detectaram uma quantidade pequena, mas suficientemente letal, de um tipo altamente mortal de gás sarin no rosto e na roupa do meio-irmão do líder norte-coreano, que foi assassinado em fevereiro no aeroporto de Kuala Lumpur. A revelação foi feita durante a audiência desta terça-feira (10) no julgamento por sua morte.

Kim Jong-Nam tinha 0,2 mg de VX por quilo de massa corporal na pele de seu rosto, muito superior à típica dose letal, afirmou o químico Raja Subramaniam durante o julgamento das duas mulheres acusadas pelo assassinato.

O VX é tão letal que integra a lista da ONU de armas de destruição em massa. Kim morreu pouco depois do ataque, quando a substância atingiu seu sistema nervoso.

A indonésia Siti Aisyah e a vietnamita Thi Huong, acusadas pelo crime, estão sendo julgadas desde a semana passada na Alta Corte de Shah Alam, subúrbio de Kuala Lumpur onde fica o aeroporto. Elas são acusadas de jogar o veneno no rosto de Kim.

Na audiência de segunda-feira, Raja já tinha indicado que a substância mortal também foi encontrada nas roupas das acusadas - prova que vincula diretamente as duas mulheres ao incidente.
As mulheres foram detidas pouco depois do assassinato do meio-irmão de Kim Jong-Un, que aconteceu em 13 de fevereiro no momento em que ele aguardava o embarque em um voo para Macau.

Raja falou sobre a quantidade de VX que encontrou no rosto e no casaco de Kim. Questionado na audiência se era suficiente para matar a vítima, o químico respondei: "Não posso dar uma resposta direta. Com base na concentração estimada, representa 1,4 vez a dose letal".

Por France Presse

Nenhum comentário:

Postar um comentário