Curta nossa Página

quarta-feira, 17 de maio de 2017

O julgamento da ação contra a chapa Sebastião Dias e Zé Amaral na visão dos advogados

“Viramos o jogo”, foi com esta afirmação inicial que o advogado Dr. Clênio Pires se referiu ao julgamento do Recurso Contra Expedição de Diploma da Coligação Frente Popular para Tabira Avançar e Maria Claudenice de Melo Cristóvão, Nicinha Brandino, contra a chapa eleita em Tabira, com Sebastião Dias Prefeito e José Amaral vice, interrompido com pedido de vistas. 

Com os três a zero iniciais, com votos dos desembargadores Érica Ferraz(relatora),  votou contra o parecer do MPE, ou seja, contra a cassação. Os Desembargadores Júlio Oliveira (revisor) e Stenio Leiva seguiram a relatora. Pediu vistas o Desembargador Vladimir Souza Carvalho. Dr. Clênio disse que os adversários precisarão dos três votos restantes dos desembargadores José Henrique Coelho Dias da Silva, Alexandre Freire Pimentel, Vladi mir Souza Carvalho para empatar a disputa. O presidente da Corte, Antônio Carlos Alves da Silva só vota em caso de empate. 

Clênio se mostrou otimista em consolidar a vitória no próximo dia 22 e ratificar no TSE em Brasília. Pela oposição o Dr. Cesar Pessoa, admitiu a vantagem dos governistas, mas demonstrou confiança nos quatro votos restantes. Ele admitiu que houve uma inversão de vantagem, mas disse faltar a conclusão do embate no TRE e no TSE. Dr. Cesar disse que pela extensa pauta do TRE no dia 22 o processo somente será colocado em votação no dia 25 de maio.

Por Anchieta Santos

Nenhum comentário:

Postar um comentário