Curta nossa Página

terça-feira, 30 de maio de 2017

Corpo de pedreiro é encontrado e sobe para três o número de mortes em enchentes

Foi encontrado na manhã desta terça-feira o corpo do pedreiro e mototaxista Lucas José da Silva, 27 anos, que estava desaparecido desde o sábado em Caruaru, Agreste de Pernambuco. O cadáver foi localizado pelos Bombeiros às margens do Rio Ipojuca, no bairro de Pinheirópolis. A vítima foi arrastada pela correnteza ao tentar atravessar a Estrada de Lagoa da Pedra, zona rural do município.

Com o óbito confirmado, sobe para três o número de mortes causadas pelas chuvas que atingiram a Zona da Mata Sul e o Agreste de Pernambuco no fim de semana passado. As outras duas mortes ocasionadas pelas chuvas foram registradas em Lagoa dos Gatos, também no Agreste. Um casal morreu soterrado dentro da própria casa, após o deslizamento de uma barreira que atingiu o imóvel.

Uma mulher continua desaparecida também em Caruaru. Por volta das 19h do sábado passado, ela foi levada pela correnteza dentro de um carro. Testemunhas contaram que Zeneide Maria, 48 anos, e outras quatro pessoas estavam no veículo que tentava atravessar a Ponte do Caiucá, no bairro Caiucá, sentido Alto do Moura. Por conta do grande volume de água, o motorista percebeu que não conseguiria realizar o trajeto e avisou para todos saírem do veículo, que já estava tomado pela água. Segundo relatos, a mulher não conseguiu sair a tempo e o carro foi levado pela correnteza. No início da tarde do domingo, uma equipe do Corpo de Bombeiros localizou o carro, mas não havia ninguém dentro do veículo.

Em Caruaru o acumulado de chuvas das 6h do sábado até as 6h do domingo foi de 220,37 milímetros. O volume foi praticamente o esperado para todo o mês de maio. A prefeita de Caruaru, Raquel Lyra (PSDB), decretou estado de emergência no município em decorrência das fortes chuvas, que ocasionaram inundações, enxurradas, alagamentos e deslizamentos. De acordo com o decreto, publicado no Diário Oficial do município, as chuvas causaram diversos danos às estruturas físicas das unidades de saúde, além de danos humanos e materiais.



Do Diário de PE

Nenhum comentário:

Postar um comentário