Curta nossa Página

sexta-feira, 28 de abril de 2017

Médico acusa Prefeitura de Tabira de perseguição política

Quase três meses que o Posto de Saúde da Família do Bairro de Fátima I em Tabira está sem médico. Diariamente moradores atendidos pela unidade tem procurado o Programa Cidade Alerta da Cidade FM para reclamar a falta do profissional. Ouvida, a Secretária de Saúde Maria José Almeida (Zeza) tem dito ao informativo que a Prefeitura estaria encontrando dificuldades para efetuar a contratação. 

Ontem o médico Dr. Eduardo Gerônimo quebrou o silêncio e declarou ter sido afastado por perseguição política. “Em janeiro o prefeito Sebastião Dias esteve no Posto e adiantou que eu não seria mais o médico do PSF. Via WahtSapp a Secretária Zeza me comunicou que por decisão política eu estava fora. Foi perseguição sim”, disse Dr. Eduardo. 

Por seu lado a Secretária de Saúde falou ao Programa dizendo que o contrato do Dr. Eduardo acabou em janeiro e simplesmente não foi renovado. Zeza disse que existiam denúncias de que o médico chegava tarde no Posto e saia muito cedo. Ela negou que tenha sido perseguição. O médico Dr. Marcelo contratado para substituir Dr. Eduardo só ficou um mês. 

Vários ouvintes do Bairro de Fátima enviaram mensagem a Rádio Cidade elogiando a atuação do Dr. Eduardo que ali atendeu por 4 anos.


Por Anchieta Santos

Nenhum comentário:

Postar um comentário