Curta nossa Página

sábado, 25 de março de 2017

Mercado paralelo de motos alimenta crime em Caruaru, diz Polícia Militar

O crime ocorrido na última terça-feira (21) em Lagoa do Paulista, na zona rural de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, chamou atenção para uma denúncia grave feita pela Polícia Militar de Pernambuco. 
Após o assassinato de três pessoas da mesma família, os criminosos levaram duas motocicletas que pertenciam as vítimas. Esse fato chamou atenção e mesmo com as investigações em andamento, uma das linhas de investigação é sobre latrocínio, roubo seguido de morte.
Em casos similares, segundo a PM, motos são roubadas para que depois possam ser usadas em desmanches e peças serem vendidas por um preço abaixo do mercado. De acordo com o comandante do 4º Batalhão da Polícia Militar, tenente-coronel Ely Jobson, a compra de motos e peças roubadas ajuda no aumento da violência.
"Além de colaborar com o crime, isso é uma prática criminosa. Nós alertamos o cidadão que procure estabelecimentos comerciais regularizados e que tenha compra com nota fiscal. Se a pessoa for parada na blitz com uma peça adulterada será encaminhada até a delegacia", disse.
Ainda segundo o comandante, esse tipo de ação ajuda a manter um mercado cladestino de motos. "Isso alimenta o mundo do crime. Está impulsionando os criminosos que praticam esse tipo de assalto visando a motos porque tem quem compre", explicou.
Operação
Para coibir esse tipo de crime, a Polícia Militar cirou a Operação Duas Rodas, que tem o objetivo de fiscalizar as motos na cidade e diminuir o índice de roubos em Caruaru. O comandante lembrou ainda que a população pode denunciar locais com desmanche de motos por meio do Disque-Denúncia pelo telefone: 3719-4545.
Do G1 Caruaru

Nenhum comentário:

Postar um comentário