Curta nossa Página

sábado, 25 de fevereiro de 2017

No escândalo do Bolsa Família em Tabira, sistema leva a culpa e recadastramento é apontado como solução

Para tratar das supostas irregularidades do Programa Bolsa Família, a reunião agendada do Prefeito Sebastião Dias(PTB) com os vereadores liderados pela Dra. Nely Sampaio, aconteceu ontem pela manhã na Câmara de Vereadores de Tabira. Ao final ficou encaminhado que a Coordenadora Socorro Leandro promoverá um “recadastramento” que será iniciado em 06 de março. Daí em diante as denúncias que os vereadores encontrarem, apontarão por oficio para que as providências aconteçam. 

Mais uma vez a coordenadora apontou o “Sistema” como responsável pelas falhas e pelo que parece alguns vereadores engoliram a justificativa. É bom lembrar que no 1º mandato do Prefeito Sebastião Dias(PTB) também houve escândalo no Bolsa. Recadastramento aconteceu e o 2º mandato começou com os mesmos erros, inclusive com nomes citados como irregulares na época. 

A produção do Rádio Vivo consultou uma experiente Secretária de Assistência Social de um Município vizinho e uma Coordenadora de outra cidade que discordam do modus operandi de Socorro Leandro. As gestoras disseram que o Bolsa é Alto Declaratório sim, mais a Coordenação tem a obrigação de identificar o beneficiário irregular, suspender por 90 dias, e este tem o prazo para se apresentar optando por pedir desligamento ou insistir, será chamado a devolver o que recebeu indevidamente. Pelo que parece só terá solução se o MPF entrar na história.


Por Anchieta Santos

Nenhum comentário:

Postar um comentário