Curta nossa Página

sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Vereador governista critica Secretário que batizou Prefeitura de Tabira como “Palácio 31 de março”

A ideia do Secretário de administração Flavio Marques em batizar o prédio da prefeitura de Tabira com o nome de Palácio 31 de Março, gerou polêmica até mesmo entre os aliados do Governo Sebastião Dias. 

A justificativa de Flávio seria a Lei 07/69 que foi sancionada pelo então prefeito João Cordeiro no dia 22 de maio de 1969. 31 de março foi a data em que o prédio da prefeitura tabirense foi inaugurado. 

Não deu outra: a polêmica se estabeleceu porque 31 de março como data mais forte no pais é conhecida como o dia do Golpe militar no Brasil. Em contato com a Rádio Cidade FM ontem, o vereador Aristóteles Monteiro mostrou sua insatisfação com a ideia afirmando: “Primeiro fica minha indignação quanto ao dia 31 de março, que representa um período nebuloso da história do Brasil. Foi muito infeliz o Secretário em colocar essa data. A faixada em si ficou muito bonita”. E continuou: “Outra polêmica a emancipação de Tabira é comemorada no dia 27 de Maio. Ficam querendo que seja dia 31 de Dezembro (a lei pode até ter sido 31 de Dezembro, porém toda vida é comemorado no dia 27 de maio). Eu entrarei com o projeto de Lei pra denominar como Palácio 27 de Maio”. 

Já Flávio admitindo o erro diz que novo projeto pode ser apresentado mudando o nome para a data que Tabira foi realmente emancipada, 31 de dezembro. Parece até que sem polêmica a política de Tabira não sobrevive.

Nenhum comentário:

Postar um comentário