Curta nossa Página

terça-feira, 19 de abril de 2016

SECRETÁRIA ESTADUAL DA MULHER PARTICIPOU DE SEMINÁRIO EM AFOGADOS DA INGAZEIRA

A Coordenadoria Municipal de Políticas para as mulheres de Afogados da Ingazeira promoveu nesta segunda (18), no auditório da Câmara Municipal de Vereadores, o primeiro seminário de políticas públicas – acessando direitos das mulheres. O seminário contou com a presença da Secretária Estadual da Mulher, Sílvia Cordeiro, Prefeito José Patriota, e representantes de entidades como a Casa da Mulher do Nordeste, Diaconia, Sindicado de Trabalhadores Rurais e Rede de Mulheres Produtoras do Pajeú.

A Coordenadora de Políticas para Mulheres de Afogados da Ingazeira, Risolene Lima, apresentou um balanço das ações da coordenadoria nesse primeiro ano de sua existência. Dentre as ações citadas, o enfrentamento da violência da mulher, capacitação na área da agricultura familiar direcionada às mulheres camponesas, palestras e rodas de diálogos nas escolas com orientações a respeito da Lei Maria da Penha, garantia da presença das mulheres artesãs na ocupação do novo Centro de Comercialização de  Artesanatos, no Mercado Publico Municipal, dentre outras.

Durante todo o seminário, uma das questões mais debatidas foi a instalação da Delegacia da Mulher em Afogados. Sílvia Cordeiro recebeu uma carta das entidades presentes solicitando a oferta do serviço e a importância para Afogados e região. Sobre o assunto, o Prefeito Patriota informou que em recente reunião com o comando do 23º Batalhão da Polícia Militar ficou muito preocupado com o aumento nos casos de violência contra a mulher. “A Delegacia da mulher é um serviço essencial para o combate à violência contra a mulher e para um acolhimento mais adequado para as vítimas de violência doméstica. Foi aberto concurso público recentemente para delegadas. O espaço para o serviço já existe na área integrada de segurança. Vamos continuar cobrando do Governo do Estado,” avaliou Patriota.

Segundo a Secretária Sílvia Cordeiro, já são oito anos de uma política pública estadual de afirmação de direitos e combate à violência de gênero. “Ao longo de todos esses anos, temos buscado estimular os municípios a criarem suas próprias instâncias de articulação e de coordenação de políticas para as mulheres. Para que as mulheres possam acessar plenamente os seus direitos”, declarou Sílvia.

Outras duas reivindicações serão levadas por Sílvia Cordeiro para o conhecimento do Governo de Pernambuco: a instalação de núcleos de gênero nas autarquias educacionais e a ampliação dos profissionais de saúde atuando no Hospital Regional Emília Câmara, sobretudo no setor de obstetrícia. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário