Curta nossa Página

terça-feira, 12 de abril de 2016

Chuvas em março tiram barragens de situação de colapso no Sertão de PE

Barragem da Mãe D'Água, em Brejinho, acumulou 100% de água em março, diz Compesa (Foto: Divulgação/Ascom Compesa)
As chuvas do mês de março encheram barragens que estavam em colapso nos municípios de Brejinho e Itapetim. De acordo com a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), o volume de água acumulado nos reservatórios deve suprir a demanda de abastecimento por até três anos, caso não volte a chover.
A Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac) informou que em março choveu 262,5 milímetros em Itapetim e Brejinho registrou 335,3 milímetros de chuva acumulada no mesmo período.
De acordo com a Compesa, a água voltou a abastecer as torneiras em Brejinho na terça-feira (5), após um ano de abastecimento por carros-pipa. As barragens de Serraria e Mãe D'Águas, que atendem o município, acumularam em março 17,6% e 100% dos volumes, respectivamente.
Em Itapetim, a Companhia informou que o fornecimento vai voltar após três anos de colapso. O manancial de Boa Vista está com 51% da capacidade total de 1.632 milhões de m3 e a barragem de Caramucuqui encheu completamente, segundo informou a assessoria.
O gerente regional do Alto Pajeú, Sérgio Bruno Cavalcanti, disse que a rede de distribuição passa por ajustes em Brejinho devido ao tempo em que a água ficou sem passar pelas tubulações. Segundo ele, "a expectativa é que a cidade fique com água todos os dias".
Em Itapetim, o atendimento deve ser iniciado em até 15 dias. “Estamos montando um novo calendário para iniciarmos a distribuição através de rodízio. Esperamos manter este formato até aumentarmos a capacidade da Estação de Tratamento de Água local, cujo projeto de ampliação está sendo elaborado”, explicou o gerente.
Tabira e São José do EgitoNo distrito de Borborema, em Tabira, no Sertão pernambucano, o uso de carros-pipa para abastecimento está sendo dispensado, segundo informou a Compesa. A barragem Travessão, que estava em colapso desde fevereiro, acumulou 30% de água. Segundo a assessoria da Companhia, o abastecimento deverá voltar ao distrito até o próximo fim de semana, seguindo o esquema de três dias com água para cinco sem água.
Em São José do Egito, também no Sertão, o abastecimento será ampliado até maio. A recuperação dos mananciais São José I e São José II, com volumes acumulados de 50% e 37,6%, respectivamente, vai permitir que até 80% da cidade fiquem fora do rodízio a partir de maio - informou a assessoria da Compesa.
Do G1 Caruaru

Nenhum comentário:

Postar um comentário