Curta nossa Página

quinta-feira, 8 de outubro de 2015

Cemitério São João Batista, Rio, é o 1º da América Latina a ter mapa virtual

O Cemitério São João Batista, em Botafogo, na Zona Sul do Rio, é o primeiro da América Latina a ser mapeado pelo Google Street View. A plataforma permite aos visitantes caminhar virtualmente entre os jazigos. O objetivo do projeto é revelar, na internet, detalhes sobre o território de mais de 183 mil metros quadrados, que reúne curiosidades como túmulos de artistas e políticos e uma imensa coleção de arte sob a forma de esculturas, mosaicos e vitrais que decoram os jazigos.

Para Lourival Panhozzi, diretor do núcleo de cemitérios da Rio Pax, concessionária que administra o São João Batista, o local passa por um processo de renovação no qual o tradicional se une à modernidade. “O Google nos procurou e pediu a nossa autorização para o mapeamento”, afirmou o diretor.
Todo o mapeamento do território do cemitério levou dois dias. O equipamento usado para circular entre as vielas é chamado de Trekker, parecido com o usado para mapear as ruas de carro, mas de forma compacta, acoplado a uma mochila. A área foi toda percorrida a pé.
Para o historiador Milton Teixeira, que realiza visitas guiadas ao São João Batista, as imagens do cemitério expostas para quem quiser acessar são um meio de fazer com que o local seja visto de maneira mais natural por todos.
“Esse mapeamento vai permitir que o cemitério seja desmistificado como local de morte e afastamento, e se torne um local de encontro e arte. O acervo histórico de lá é único no Brasil. São mais de 30 obras de Bernardelli, Humberto Cozzo e de outros mais que são desconhecidos dos historiadores da arte. Ao mesmo tempo, permite que encontremos personalidades da história do Brasil que não sabíamos que estavam enterradas ali”, afirmou Teixeira.
Cristina BoeckelDo G1 Rio

Nenhum comentário:

Postar um comentário