Curta nossa Página

quarta-feira, 23 de setembro de 2015

Marceneiro coleciona rádios em Afogados da Ingazeira.

Um total de 400 aparelhos de rádio. É esta a quantidade de equipamentos que o marceneiro José Valença possui. Na casa do colecionador, em Afogados da Ingazeira, no Sertão pernambucano, há objetos de variados tamanhos, frequências e estilos espalhados por todos os lugares.
José Valença tem aparelhos datados da década de 50, distribuídos pelas dioceses e no qual só eram transmitidas as missas. Ele também tem um que ganhou de frei Damião e explica como conheceu o religioso. "Eu comecei a trabalhar para dona Anita, a enfermeira de frei Damião. Eu disse a ela que queria conhecer o frei e ela me levou no convento", conta.

O marceneiro conta como começou a coleção e a paixão pelo equipamento. "Isso é desde que eu era pequeno. Eu morava na Ingazeira e lá comprei um radinho, mas não deixaram eu ficar com ele. Aí eu disse: ‘um dia eu compro um rádio’. Quando comecei a trabalhar, eu comprei", disse.
O rádio também passou a fazer parte da vida da família de José Valença. “Dormir, só com um rádio na cabeceira. Até hoje ele dorme. Quando acorda, também. Eu já me acostumei com esse ritmo de dormir e acordar com o rádio”, contou Gilvaneide Gomes, esposa do marceneiro.

O marceneiro também possui um aparelho que capta frequência de rádios de outros países. Além disso, na casa dele há um lugar especial para consertar os objetos, no qual ele passa grande parte do tempo. "Quando eu mexo aqui, até do mundo eu esqueço

", brincou José Valença.
Do G1 Caruaru

Nenhum comentário:

Postar um comentário