Curta nossa Página

sábado, 19 de setembro de 2015

Conversa de Dinca com Alan Dias, ameaça implodir palanque governista em Tabira.

Contraditório como sempre, Dinca Brandino, ex-prefeito de Tabira foi o entrevistado de ontem no Programa Cidade Alerta da Cidade FM. Respondendo ao empresário Paulo Manu que tinha dado entrevista dias antes, disse não ter sido expulso do PSB. Explicando ao vice-governador Raul Henry a saída do partido socialista, afirmou, “não saí, me tiraram”. Ao mesmo tempo que diz ter escolhido a esposa Nicinha para ser sua candidata a Prefeitura de Tabira e não aceita outro nome, também disse que na política é preciso ouvir as pessoas, temos que ouvir o povo”. Dinca declarou que sua filiação ao PMDB será no dia 28 de setembro no Recife. Não negou ter chamado Jarbas Vasconcelos de canalha no passado. Apenas justificou ter tido motivos. Confirmou que o ingresso no PMDB se deu atendendo convite do vice-governador Raul Henry. Brandino acusou que na entrevista ao mesmo programa de rádio, os ex-dirigentes do PMDB tabirense Paulo Manu e Flávio Marques se excederam e até ironizou: “Paulo disse nesta Rádio que os ex-prefeitos não fossem mais candidatos, dessem vez a novos nomes. Eu atendi a ele: botei Nicinha. Não serei candidato. Agora espero que ele me atenda e vote em Nicinha. Ao que Paulo de imediato ligou e deixou um recado por escrito: não voto em candidata laranja”. Quanto a Flávio Marques, Dinca disse que já o perdoou muito. Agora vai a justiça contra a afirmação que fez, dizendo que o mesmo tem contra ele mais de 30 processos. Mesmo admitindo ter contas rejeitadas, Dinca garante que de nada adianta dizer que ele é ficha limpa ou ficha suja, pois a candidata é sua esposa. (As contas 2009, 2010 e 2011 foram rejeitadas pelo TCE e pela Câmara). O ex-prefeito prometeu ainda reverter os resultados, especialmente das contas de 2010 e 2011. Mas deixou claro que mesmo se livrando das acusações não disputará a prefeitura. Negou que a esposa será uma prefeita laranja e que tem uma empresa em seu nome a Loc-máquinas, negando ter laranjas como dono de suas empresas. Dinca também espalhou o seu veneno contra o palanque governista. O ex-prefeito disse que foi procurado por Dr. Alan Dias, secretário de Saúde e na conversa sobre sucessão, o filho do prefeito revelou que a insatisfação do grupo de Josete Amaral com a administração do prefeito Sebastião Dias, é porque o gestor retomou as rédeas do governo. Pela repercussão pós entrevista de Dinca, a declaração caiu como uma bomba no colo do Prefeito Sebastião Dias, bem no momento que os grupos buscavam a unidade, iniciando as primeiras reuniões para tratar de sucessão. 

Por Anchieta Santos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário