Curta nossa Página

sábado, 22 de agosto de 2015

Uma péssima notícia para Tabira: Conclusão da Obra de saneamento foi excluída dos projetos da Codevasf.

Orçada em 12,5 milhões de reais, a obra de saneamento global de Tabira durante a gestão do ex-prefeito Dinca Brandino(PSB), foi paralisada depois de ganhar recurso adicional, quando a despesa já atingia R$ 16 milhões de reais. Com recurso federal, o saneamento era tocado pela Codevasf através da empresa Flamac e em 2013 foi paralisada precisando ainda da construção das estações de tratamento. Naquele ano, R$ 3,5 milhões ainda seriam necessários para terminar a obra.  Esta semana a notícia de que o engenheiro civil, Luciano Fernandes de Albuquerque, assumiu a superintendência regional da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) em Pernambuco, trouxe de volta a esperança aos tabirenses de que a obra seria concluida. Motivo: Luciano Albuquerque é pai do deputado federal Fernando Monteiro(PP), votado em Tabira pelo ex-Prefeito Dinca Brandino. Puro engano, ontem o Governo Sebastião Dias, prefeito aliado da Presidente Dilma, recebeu da Codevasf a informação de que a conclusão da obra de saneamento de Tabira, foi excluída dos projetos do governo federal.

Por Anchieta Santos

Nenhum comentário:

Postar um comentário