Curta nossa Página

quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

Trabalhadores do matadouro de Tabira atuam em condições sub-humanas, diz empresário.

O atual matadouro de Tabira não tem a menor condição de funcionar – a forte declaração é do empresário José Arimateia da Silva (Téa da Damol). Em contato por telefone com as produções dos programas Rádio Vivo e Cidade Alerta, Téa disse ontem que gestões passadas, como a de Josete Amaral, tiveram condições de construir um abatedouro ideal para o município e não o fizeram. Hoje, continuou Téa, o matadouro não tem higiene nenhuma, e os trabalhadores atuam em condições sub-humanas. E até lançou um desafio: “Gostaria de ver os que defendem o funcionamento do matadouro de Tabira, escalar alguém de sua família para trabalhar lá, nas atuais condições”.  O que está havendo é uma briga boba com Afogados (Atatedouro Regional) que não leva a nada. Téa até disse que a Vigilância Sanitária é que ao contrário do MP deveria estar tomando a frente destas discussões sobre o matadouro de Tabira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário