Curta nossa Página

domingo, 23 de novembro de 2014

Mordida de rato gera polêmica em Tabira.

Moradora da zona Rural de Tabira, a senhora Helena Fernandes Carvalho teve uma filha de 01 ano de idade mordida por um rato. Levou a criança para o hospital municipal onde foi atendida pelo Dr. Eduardo Sampaio que medicou a criança indicando a aplicação do soro contra a raiva. 

Na 5ª feira  D. Helena retornou ao hospital para a 2ª dose que lhe foi negada pela unidade hospitalar. O argumento foi de que a indicação médica ia de encontro a orientação do Ministério da saúde. A mãe da criança procurou a Rádio Cidade, relatou o fato, o médico foi contactado por telefone e reafirmou a indicação e mais uma vez o hospital negou o atendimento. 

Ouvido o Secretário de Saúde Alan Dias, colocou panos quentes no assunto, disse que o corpo técnico do Hospital estava baseado na indicação do Ministério da Saúde e iria conversar com o médico para esclarecer o mal entendido. 

Difícil para Dona Helena: em quem acreditar??? – dando uma olhadinha no site Zoonoses Ciências Agrárias da Universidade do Paraná, indica que a raiva é transmitida pelo cão, gato, rato, bovinos, eqüinos, suínos, macaco, morcego e animais silvestres, através da mordedura ou lambedura da mucosa ou pele lesionada por animais raivosos. Então? 

Por Anchieta Santos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário